09 de Setembro de 2015

Faculdades EST realizou seminário internacional sobre Lutero

Editado em 03.10.2015

Faculdades EST realizou seminário internacional sobre Lutero

Quarta-feira, 09 de Setembro de 2015

Editado em 03.10.2015

A Faculdades EST realizou o Seminário Internacional Fides et Ratio (Fé e Razão) - Temas da Teologia e da Filosofia suscitados por Lutero e a Reforma do Século XVI, de 30 de setembro  a 2 de outubro. O evento esteve voltao à ministros, ministras e pessoas interessadas em refletir e atualizar a teologia de Lutero e da Reforma desde a perspectiva de nossa realidade brasileira e latino-americana. Este evento soma-se a muitos outros dentro da preparação dos 500 anos da Reforma (1517/2017), evento maior no qual a IECLB está definitivamente engajada.

IMPRESSÕES

Para Martin Hoffmann, o tema “fé e razão” é bastante controverso. “Em que medida a razão é racional?”, ele questiona. “A relação da razão com a fé poderia guardar, ou recuperar, o caráter humano da razão, isso pode ser decisivo para o futuro dos chamados países em desenvolvimento”, alerta.

Para Mary Philip, independente do nível de desenvolvimento de um país, a razão tem um lugar na tomada de fé relevante para entender os sinais dos tempos e lugares. “Embora a fé transcenda a razão, a razão permite que a fé seja convincente e inteligível. Por isso espero que esse tema nos leve a novas formas de compreender a relação entre fé e razão, de modo a entender melhor o papel da fé nas esferas sociais, econômicas, religiosas e políticas”, salienta Mary Philip.

Else Marie Wiberg Pedersen diz que a própria formulação “fé e razão” já traz uma resposta, pois fé e razão não são opostos. “Bernardo de Claraval os chamaria de luzes individuais que iluminam sua abrangência, ou seja, um desejo de que a razão na fé não se perca, por assim dizer. Lutero faria eco ao pensamento de Bernardo. Fé com razão acrescenta um equilíbrio para uma visão de mundo e da caminhada de vida que eu acho que é universal”, sinaliza Else Marie.

Segundo Claudia Jahnel, Lutero teve uma apreciação elevada pela razão. “Fé e razão para Lutero deviam ser distinguidas, mas não divididas”, ressalta. “A ideia de que a razão é racional enquanto que a fé e a religião são irracionais, que parece prevalecer hoje, em alguns âmbitos da ciência, é uma invenção que começou apenas décadas depois de Lutero”, destaca Claudia.

Jornalista responsável: Mariana Bastian Tramontini

 

Veja programa anexo em PDF

Esta notícia possui arquivos para download:

 

IECLB

Contato

Rua Amadeo Rossi, 467 B - Bairro Morro do Espelho
São Leopoldo / RS - CEP 93030-220

(51) 3589 3821
(51) 3037 7527
(51) 999133 9052

faleconosco@sinodors.org.br

hand made by Senso*