Novembro foi eleito o mês sobre a conscientização e prevenção do câncer de próstata, uma doença, na maioria das vezes silenciosa, que atinge e mata anualmente milhares de homens no país. No Brasil, esse tipo de câncer é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o quarto tipo mais comum e o segundo que mais mata os homens.

A idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.

Ter pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos pode aumentar o risco de se ter a doença de 3 a 10 vezes comparado à população em geral, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias.

Quais são os sintomas?

Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma, ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata, que incluem dificuldade de urinar e necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite. Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Quando devo procurar um/uma especialista?

Recomenda-se realização de exames a partir dos 45 anos, se tiver casos de câncer de próstata na família. Se não há, o homem deve consultar com o urologista a partir dos 50 anos, uma vez por ano e realizar o exame de toque e de PSA.

De qualquer forma, o acompanhamento regular com um/a profissional da saúde é muito importante para garantir que problemas sejam diagnosticados em seu início e tratados de forma adequada.

Converse francamente com seu médico/ sua médica sobre o que está sentindo e não deixe de tirar suas dúvidas. Antes de tomar qualquer decisão, você deve ter clareza sobre riscos e consequências de qualquer intervenção.

 

Prevenção

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis.

Consuma, preferencialmente, produtos sem agrotóxicos. Beba de dois a três litros de água por dia, pois ela ajuda a balancear o organismo tirando as impurezas. Outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Homem, seja consciente e cuide do corpo que Deus tão bondosamente te concedeu.

 

Fale conosco

Olá! Envie sua mensagem através do formulário abaixo.

Contato

Rua Amadeo Rossi, 467 - Prédio B Morro do Espelho - São Leopoldo - RS

(51) 3589 3821 / (51) 3134 1180

secretaria@sinodors.org.br